Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Covid em SP: rigidez no interior e reabertura na região metropolitana

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Com 156.316 casos confirmados de covid-19 e 9.862 óbitos em decorrência da doença no Estado de São Paulo, o governador João Doria (PSDB) anunciou nesta tarde de quarta, 10, que as cidades das regiões de Barretos e Presidente Prudente, no interior do Estado de São Paulo, terão de restringir as regras de quarentena por causa do aumento de casos, enquanto as regiões da Grande São Paulo, da Baixada Santista e de Registro (o Vale do Ribeira), que concentram 26% da população do Estado, poderão ter a quarentena flexibilizada após redução do número de novos casos e aumento do número de leitos de internação. Essas três regiões passaram da fase vermelha para a laranja, em que são liberados escritórios, imobiliárias, concessionárias, shoppings e o comércio. As mudanças passam a valer a partir de segunda-feira, 15.

Arredores da estação Consolação do Metro na avenida Paulista

Arredores da estação Consolação do Metro na avenida Paulista Foto: Daniel Teixeira

“Há três semanas, os estudos indicavam que os casos iriam se estabilizar na região metropolitana e aumentar no interior”, disse Doria. “E foi exatamente o que aconteceu”, afirmou. O governador disse que conduzirá o plano de abertura com firmeza, mas “a mesma firmeza teremos também para recuar”.

Outras regiões, como Bauru e Araraquara, que eram “amarelas”, migraram para “laranja”, que permite a abertura do comércio por quatro horas por dia e com limite de 20% da lotação nos estabelecimentos.

  • Casos confirmados: 5.021
  • Suspeitos: 492
  • Internações: 235 (94 em UTI)
  • Recuperados: 3.326 (418 hospitalares)
  • Óbitos (confirmados): 193 (24 em investigação)
  • Testes rápidos: 31.673
  • Testes PCR: 11.012