Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

CPI do BNDES tenta votar relatório e sofre pressão contra indiciamentos

Marcelo de Moraes

A CPI do BNDES deve votar nesta terça o relatório do deputado Altineu Côrtes (PL-RJ), mas já sofre pressão interna para derrubar a proposta de sugestão de indiciamento dos ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff, além dos empresários Joesley e Wesley Batista, entre mais de 70 pessoas acusadas de se envolverem com irregularidades com recursos do banco. O movimento já foi detectado por integrantes da comissão e reuniria integrantes dos partidos de esquerda e do Centrão.

Os ex-presidentes Dilma Rousseff e Luiz Inácio Lula da Silva

Dilma e Lula. Foto: Dida Sampaio/Estaddão

A CPI foi instalada atendendo a um requerimento do deputado Vanderlei Macris (PSDB-SP) para investigar irregularidades cometidas pelo BNDES durante os governos petistas em operações no exterior financiadas pela instituição. Já se previa, pelo andamento dos depoimentos da CPI, que dirigentes petistas seriam apontados como envolvidos nas operações supostamente irregulares com recursos do banco.