Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

CPI do BNDES vai investigar JBS nos EUA

Marcelo de Moraes

Na próxima semana, um grupo de integrantes da CPI do BNDES estará em Washington para investigar negociações feitas pela JBS no país. A comissão está analisando a compra de empresas americanas pela JBS, adquiridas com recursos do BNDES.
Segundo o presidente da CPI, deputado Vanderlei Macris (PSDB-SP), os membros da comissão vão se reunir com autoridades do Departamento de Justiça, do Congresso dos Estados Unidos e da Security Exchange Commission (SEC), na segunda e na terça.
A CPI quer saber se o grupo J&F, dono da empresa JBS, usou irregularmente recursos do banco para fechar essas compras. Segundo Macris, há indícios de que várias dessas operações financiadas pelo BNDES tiveram problemas. “São negócios de bilhões de dólares com recursos do BNDES e que, ao que consta nas investigações, foram realizados de forma fraudulenta e com imenso dano para os brasileiros”, disse.
Entre os negócios que serão analisados pela CPI estão as operações de incorporação da JBS com a National Beef Packing Co., a Smithfield Foods Inc., a Swift Foods & Co. e a Pilgrim’s Pride Corporation.
Além de Macris, compõem a missão oficial o relator da CPI, Altineu Côrtes (PL-RJ), a primeira vice-presidente, Paula Belmonte (Cidadania-DF), autores dos dois requerimentos de missão oficial, e o procurador da República no Distrito Federal – MPF, Ivan Marx.

Tudo o que sabemos sobre:

CPI do BNDESVanderlei Macris