Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

CPMF ‘não será enterrada’, aposta Cintra

Equipe BR Político

Na avaliação do ex-secretário da Receita Federal Marcos Cintra, mesmo com ele fora do governo, a nova CPMF não será esquecida. Ele falou ao Broadcast Político que sem a contribuição sobre pagamentos, o ministro da Economia, Paulo Guedes, não tem como cumprir a promessa de desonerar a folha de pagamento das empresas.

Marcos Cintra, ex-secretário da Receita Federal

Marcos Cintra, ex-secretário da Receita Federal. Foto: Hélvio Romero/Estadão

“Eu acredito que ela não será enterrada, porque é a única alternativa viável de fazer a desoneração da folha (zerar ou reduzir a contribuição de 20% sobre os salários que as empresas pagam). Se há desejo de fazer a desoneração, vai ter que se voltar a esse tema de maneira modificada, atenuada e maneira mais gradativa. Esse tributo será renegociado. Uma contribuição como nós estávamos propondo é absolutamente essencial para abrir espaço fiscal para poder fazer a reforma de impostos no Brasil. Sem esse espaço, não vejo como desonerar R$ 200 bilhões ou até mais dependendo de onde se queira chegar na desoneração”, disse.

Tudo o que sabemos sobre:

CPMFMarcos CintraPaulo Guedesgoverno