Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Crimes violentos como ‘prioridade zero’

Equipe BR Político

O discurso de campanha do presidente eleito bateu inúmeras vezes na tecla do combate à violência. Já com Sérgio Moro confirmado no Ministério da Justiça, a retórica se metamorfoseou em combate ao crime organizado. Pouco fala-se de medidas concretas para elevar a sensação de segurança do cidadão comum, vitimado por estupros, homicídios e latrocínios.

Para o professor da FGV-SP e diretor-presidente do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Renato Sérgio Lima, os crimes violentos (estupro, homicídio, latrocínio) deveriam ser a “prioridade zero” de qualquer governante. Sobre a flexibilização do Estatuto do Desarmamento, o pesquisador acrescenta ser imprescindível discutir “a rastreabilidade das armas. Esse debate precisa ser feito. Precisa desideologizar o debate. Falar de controle, cadastro, capacitação das pessoas que estão autorizadas a andar armadas. Nada disso está sendo discutido”, disse à revista Época.

 

Tudo o que sabemos sobre:

crime violentosergio moroSegurança