Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Na guerra civil do PSL, todo mundo perde

Marcelo de Moraes

Exclusivo para assinantes

Jorram nas redes sociais depoimentos de parlamentares do PSL trocando ofensas ou se queixando por sofrerem retaliações dependendo do lado que escolheram nessa espécie de guerra civil do partido.

Deputado federal Sanderson (PSL-RS)

Sanderson. Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados

“Fui covardemente sacado da CCJ. Só soube pela imprensa. Que vergonha. Tenho importantes relatorias em andamento e questões partidárias não podem alijar o interesse público. Vim para a Câmara dos Deputados ajudar meu País e não para assistir truculências e chicanas próprias de partidos comunistas”, reclamou, por exemplo, o deputado Sanderson (PSL-RS), depois de ser rifado da CCJ.

Com o partido em ebulição, o desfecho dessa crise está longe de terminar. A única certeza é que todos os seus participantes perdem com isso. Incluindo o próprio Jair Bolsonaro, que acaba se expondo ao ser criticado por insuflar a implosão do PSL numa disputa interna de poder e de controle dos milionários fundos partidário e eleitoral.

Tudo o que sabemos sobre:

SandersonPSLJair BolsonaroCCJredes sociais