Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Cristovam: ‘Povo não vai aceitar novos vendedores de ilusões’

Marcelo de Moraes

O senador Cristovam Buarque (PPS-DF) criticou a decisão da defesa do senador eleito Flávio Bolsonaro de pedir a suspensão das apurações contra seu ex-assessor Fabrício Queiroz. “Não começa bem seu mandato o senador que, antes mesmo da posse, pede foro privilegiado. Ainda pior, para barrar inquérito contra seu amigo e assessor que não explica como movimentou mais de um milhão de reais em sua conta suspeita pelo Coaf. Reconhecendo que tem o que esconder”, afirmou.

Cristovam fez uma analogia ao comportamento do governo atual com o do PT, que prometeu se eleger para defender a ética e acabou sendo envolvido numa sequência de escândalos de corrupção. E previu que “o eleitor e o povo” não aceitarão “novos vendedores de ilusões”. “O PT pagou alto preço ao se eleger em nome da ética, da transparência, contra a corrupção e se comportar protegendo e se beneficiando de corruptos. O eleitor e o povo não vão aceitar a repetição deste comportamento por novos vendedores de ilusões”, disse. /M.M.

Tudo o que sabemos sobre:

cristovam buarquecaso Queiroz