Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Crivella diz ter desqualificado Iabas por má gestão

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Após operação do Ministério Público e da Polícia Civil na manhã desta quinta-feira, 23, a Prefeitura do Rio de Janeiro informou que o Instituto de Atenção Básica e Avançada à Saúde (Iabas) foi desqualificado pelo prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) porque a Organização Social (OS) não atingiu 50% das metas propostas no contrato de gestão.

Marcelo Crivella, prefeito do Rio de Janeiro

Marcelo Crivella, prefeito do Rio de Janeiro. Foto: Fabio Motta/Estadão

O Iabas foi alvo de operação por suspeitas de desvios de R$ 6,5 milhões em contratos com a prefeitura do Rio durante as gestões de Eduardo Paes e Crivella.

Em nota, a prefeitura alegou que o motivo da desqualificação foi “má gestão dos recursos públicos, gerando desassistência aos usuários”. O Iabas foi também multado em R$ 27,9 milhões, diz a nota.

Veja a íntegra da nota da prefeitura do Rio:

A íntegra da nota da prefeitura:

“Sobre a operação da Polícia Civil e do MP-RJ nesta 5ª feira, 23/07, que mira a OS IABAS em acusação de desvios de recursos:

NOTA: FOI A ATUAL GESTÃO DE CRIVELLA QUE DESQUALIFICOU A IABAS E TIROU A IABAS DA PREFEITURA DO RIO

A OS IABAS foi *DESQUALIFICADA pela ATUAL GESTÃO* do prefeito Marcelo Crivella, que, ao assumir, herdou a contratação da IABAS da gestão do prefeito anterior.

Crivella desqualificou a IABAS , após um processo com ampla defesa, por não atingir 50% das metas propostas no contrato de gestão. O motivo da desqualificação, portanto, foi má gestão dos recursos públicos, gerando desassistência aos usuários.

A desqualificação da IABAS foi publicada no DO do município no dia 25 de abril de 2019 – e essa OS não tem mais contratos com a gestão municipal.

A Prefeitura atual ainda multou a IABAS em R$ 27,9 milhões”.