Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Crivella e Caiado vão manter recomendação por isolamento

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Dois aliados do presidente da República se colocaram contra o inquilino do Palácio do Planalto nesta manhã de quarta, 25. O prefeito do Rio, Marcelo Crivella, disse que é fundamental manter as medidas de isolamento da população ao menos pelos próximos 15 dias para evitar a propagação do coronavírus. “É fundamental, incontornável e irremediável mantermos medidas de afastamento social nos próximos 15 dias”, afirmou Crivella, relativizando sua postura ao agradecer o que chamou de “mensagem de otimismo do presidente”, em referência ao pronunciamento feito por Bolsonaro a favor do fim do isolamento da população para salvar a economia. Já o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, reiterou o que já afirmou há algumas semanas. “Quero deixar claro com muita tranquilidade, mas com autoridade de governador e o juramento de médico, que as decisões do presidente da República na área de saúde em relação ao coronavírus não alcançarão o Estado de Goiás”, afirmou em entrevista coletiva transmitida ao vivo pelas redes sociais.

Como você leu aqui no BRP, Bolsonaro partiu para o ataque ao governador de São Paulo, João Doria (PSDB), após o tucano criticá-lo em teleconferência. Todos os três chefes de Executivos, municipal e estadual, apoiaram a eleição do presidente em 2018.