Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Crivella é preso por corrupção em operação da polícia e do MPRJ

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

A nove dias de encerrar o mandato, o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos), foi preso na manhã desta terça-feira, 22, em operação do Ministério Público do Rio de Janeiro e da Polícia Civil.

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella Foto: Wilton Júnior/Estadão

 

Derrotado na disputa em segundo turno no último dia 29 de novembro, Crivella é acusado de participação em um esquema de corrupção na prefeitura do Rio e foi detido por policiais em casa.

Na mesma operação, foram presos o empresário Rafael Alves e o delegado aposentado Fernando Moraes, ex-vereador e que foi chefe da Divisão Antissequestro. O ex-senador Eduardo Lopes também é alvo da ação, mas não foi encontrado.

As prisões são desdobramento da Operação Hades, deflagrada em setembro deste ano. Segundo o MP do Rio, Alves receberia propina de empresas para, em troca, facilitar a assinatura de contratos e o pagamento de dívidas no Executivo municipal. Ele é irmão de Marcelo Alves, que foi presidente da Riotur. Os desvios seriam operados por um suposto “QG da Propina”.

Nesta tarde, os presos vão passar por uma audiência de custódia para que a legalidade do procedimento seja avaliada, conforme determinação do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin.