Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Cronograma pressionado dos dois lados

Equipe BR Político

A comissão especial que vai analisar o mérito da reforma da Previdência na Câmara terá a primeira reunião ordinária nesta terça-feira, 7. Em entrevista à Rádio CBN, o presidente do colegiado, deputado Marcelo Ramos (PR-AM), disse, nesta manhã, que se depender dele, o cronograma que prevê que as fases de audiência terminem em maio e a proposta seja discutida em junho, se mantém. Para Ramos, o tempo ideal de discussão é o que permita que o texto passe por um debate “democrático e sadio”.

Ramos afirmou que o cronograma por ele imaginado já enfrenta pressão tanto da oposição quanto da base do governo. Os deputados contrários à reforma insistem em realizar as 40 sessões na CE – o regimento diz que esse é o número máximo de encontros na comissão. Por outro lado, a base pressiona para que as discussões se encerrem na décima primeira sessão. Segundo defendem, 11 reuniões é tempo suficiente para discutir a PEC.