Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Da Vera: As prioridades de Bolsonaro

Vera Magalhães

Exclusivo para assinantes

Jair Bolsonaro não deve ter lido o editorial desta segunda-feira do Estadão. Ou, se leu, não levou em conta, como costuma acontecer. O texto, intitulado “Governo perdido”, poderia ser uma bússola caso o presidente da República estivesse disposto a aproveitar a virada do ano para corrigir rumos daquilo que vai mal no governo, intensificar a opção pelo liberalismo na economia (um dos aspectos virtuosos do primeiro ano) e focar em questões que sejam relevantes para impulsionar o crescimento, a produtividade, a educação, a geração de empregos e a redução da desigualdade social, questões prioritárias para o Brasil.

Mas não. Em plena segunda-feira, dia da volta do titular da Economia, Paulo Guedes, à ativa, com várias questões prementes pendentes, uma viagem à Índia próxima e o mundo em compasso de espera diante da tensão entre Estados Unidos e Irão, Bolsonaro resolveu gastar seu tempo propondo uma enquete aos seus seguidores no Twitter.

Postou um link do site bolsonarista Conexão Política mostrando que cinco Estados norte-americanos discutem proibir que transsexuais compitam contra mulheres em modalidades esportivas, com os dizeres: “Qual a sua opinião?”

A pergunta pode ser respondida com outra: “Qual a relevância desse tema para o presidente do Brasil?”. Ou muitas mais. Com tudo que tem pela frente de importante –reformas administrativa e tributária, possíveis mudanças ministeriais, reformulação do Bolsa Família, a necessidade de encontrar um substituto para o Fundeb– é isso que tira o sono de Bolsonaro? Ele pensa em lançar um projeto de lei ou decreto a respeito desse assunto? Cabe ao Estado tutelar esse tipo de questão, ou cada federação desportiva deve regular seu funcionamento? Qual a sua opinião?

Tudo o que sabemos sobre:

Jair BolsonaroprioridadesTwitter