Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Da Vera: Empurra-empurra já na largada

Vera Magalhães

A confusão na diplomação dos deputados de São Paulo foi um péssimo trailer do que pode ser o filme de uma legislatura que tem tudo para ser marcada pela radicalização política, ideológica e midiática. De um lado, um militante exaltado do PSOL querendo, na marra, fazer parte da diplomação da deputada Monica Seixas, eleita com a plataforma de um mandato coletivo (como a figura não existe na legislação brasileira, não há previsão de que todos sejam diplomados).

De outro, Alexandre Frota, eleito pelo PSL, que quis tomar parte no show ao se levantar do seu lugar na primeira fila e peitar o militante pivô da confusão, Jesus do Santos. Como briga no recreio da quinta série, logo apareceram na cena as turmas dos dois lados –deputados do PSL filmando, e do PT afastando Frota. E era apenas a diplomação. / V.M.

Tudo o que sabemos sobre:

diplomaçãoSão PauloTREconfusãoPsolPSL