Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Da Vera: Foco nos amigos do poder

Vera Magalhães

Exclusivo para assinantes

Já trouxemos na nossa curadoria de notícias aqui do BRP nesta segunda-feira duas reportagens que ajudam a jogar luzes em personagens poucos conhecidos da sociedade, mas influentes nos bastidores pelo fato de serem “amigos do poder”. No Estadão, o perfil de Luís Belmonte, advogado pródigo em investir milhões para financiar políticos e que, agora, está impulsionando a criação do Aliança pelo Brasil, partido da família Bolsonaro. Na Folha, o foco é em Alexandre Santini, sócio de Flávio Bolsonaro na lucrativa franquia de chocolates, e também figurinha fácil nos corredores do poder em Brasília.

Os anos do PT no poder foram marcados pela relação entre os amigos do poder e casos de corrupção. O pecuarista José Carlos Bumlai, que a imprensa desde cedo perfilou graças à proximidade com Lula em pescarias e nos palácios, depois viria a ser personagem central do petrolão, preso pela Lava Jato e tornado delator. Empreiteiros como Emílio e Marcelo Odebrecht também desenvolveram amizade com o ex-presidente que resultou em favores como a cessão de terrenos e imóveis e reformas no sítio de Atibaia, além das palestras lucrativas de Lula.

Advogados, empresários e lobistas costumam se aproximar de presidentes e seus satélites para obter poder e benefícios. Tirar esses nomes do anonimato e acompanhar seu trânsito é tarefa do jornalismo.