Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Damares defende ‘greve’ de policiais no Ceará

Equipe BR Político

Se Jair Bolsonaro e o ministro Sérgio Moro (Justiça e Segurança Pública) mantêm o silêncio sobre o motim de policiais militares no Ceará, a ministra Damares Alves decidiu falar e explicitar a defesa do movimento. Em Genebra, na Suíça, onde participou de reunião na ONU, Damares disse que “todo mundo tem direito à greve”. “O que eu percebi é que os policiais do Ceará estão no limite”, disse ao jornalista Jamil Chade, do Uol. “Nós temos leis que regulam a greve no Brasil. Agora, as pessoas questionam, mas as forças de segurança têm direito à greve? Direito à greve é direito à greve”, disse. A Constituição Federal proíbe que policiais militares e outras carreiras ligadas à segurança pública façam paralisações. Entender reforçado pelo STF em 2017.

A ministra Damares Alves no evento da ONU em Genebra

A ministra Damares Alves no evento da ONU em Genebra Foto: Salvatore Di Nolfi/EFE

Tudo o que sabemos sobre:

Damares Alvespoliciais militaresgreve