Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Alcolumbre ‘despreza’ fala de Carlos Bolsonaro

Equipe BR Político

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), foi mais um dos que repudiaram a fala do vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro, a respeito do regime democrático. Na segunda-feira, 9, Carlos escreveu em seu Twitter que o Brasil não iria mudar rapidamente “por vias democráticas”.

O presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre, no plenário do Congresso

O presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre (DEM-AP). Foto: Dida Sampaio/Estadão

Quando perguntado sobre o comentário do vereador, Alcolumbre afirmou que, no Senado, a democracia está fortalecida. “As instituições estão todas pujantes, trabalhando a favor do Brasil. Então, uma manifestação ou outra em relação a esse enfraquecimento tem da minha parte o meu desprezo”, disse, segundo o Broadcast Político.

O tuíte de Carlos gerou reações do governador carioca, Wilson Witzel (PSC), que pertence à mesma legenda que o filho do presidente e também foi eleito na onda bolsonarista. “Reafirmo meu compromisso com a democracia. Só por essa via conduziremos o Brasil ao crescimento, reduzindo desigualdades sociais e respeitando as liberdades individuais e coletivas”, escreveu o governador.

O Pastor Everaldo, presidente nacional do PSC, legenda de Carlos, também repudiou o comentário. “O posicionamento do vereador sobre democracia está em confronto com o pensamento do Partido Social Cristão e não representa os ideais defendidos pelo PSC”, escreveu.