Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Decisão de ministro gera 1,3 milhão de tuítes

Equipe BR Político

Cada vez mais o Twitter se afirma como rede social para repercussão política. Principalmente depois de o presidente eleito, Jair Bolsonaro,  criar o hábito de fazer seus anúncios majoritariamente por lá. Na última quarta-feira, 19, a decisão do ministro Marco Aurélio Mello, do STF, de proibir a prisão após condenação em segunda instância, seguida pela revogação da medida pelo presidente da Corte, Dias Toffoli, gerou na  mais de 1,3 milhão de postagens no Twitter.

Os dados são do estudo da Diretoria de Análise de Políticas Públicas da Fundação Getúlio Vargas, divulgado nesta quinta-feira, 20. As postagens foram analisadas entre as 14h30 e 0h, já excluindo “robôs” e interações suspeitas na rede social, informou o Estadão.