Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Decisão de Toffoli leva réus a pedirem suspensão de investigação

Equipe BR Político

Após o presidente do STF, Dias Toffoli, ter suspendido investigações que utilizaram relatórios do Coaf sem prévia autorização do Judiciário, dois réus da Lava Jato no Rio entraram com recursos na Justiça para tentarem paralisar as investigações que os condenaram. Os ex-deputados da Alerj Edson Albertassi (MDB) e Luiz Martins (PDT) são alvos da Operação Furna da Onça, e estão presos preventivamente. Segundo o Globo, a operação utilizou informações do Coaf  para apontar movimentações atípicas em seus gabinetes na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro.

O parecer do presidente do Supremo foi dado em resposta a um pedido de habeas corpus protocolado pela defesa do senador Flavio Bolsonaro (PSL-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro. A defesa de Albertassi encaminhou uma petição ao STF para estender a decisão de Toffoli ao pedetista. Já a defesa de Martins solicita a revogação de sua prisão preventiva.

Tudo o que sabemos sobre:

Dias Toffolidecisão STFLava Jato