Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Decreto não tem objetivo de punir ninguém, diz governador do Ceará

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), afirmou que o decreto estadual com restrições de circulação social em vigor até o dia 20 não tem o propósito de punir ninguém, a exemplo de repreensões mais severas vistas em algumas capitais do País. Segundo afirmou em entrevista à Rádio Bandeirantes nesta manhã de quarta, 6, suas orientações às forças de segurança são para que as abordagens sejam orientativas e educativas. “Você não tem o direito de levar a transmissão para outras pessoas”, disse. O decreto estadual estipula controle de entrada e saída de pessoas do Estado, blitz, proibição de aglomerações e uso obrigatório de máscaras.

O governador do Ceará, Camilo Santana

O governador do Ceará, Camilo Santana Foto: Reprodução/Governo Ceará

Além disso, um segundo decreto passa a valer na próxima sexta, 8, e estabelece isolamento social rígido em Fortaleza, conforme você leu mais cedo aqui no BRP. O Ceará é o terceiro Estado do País com mais casos da doença, atrás apenas de São Paulo e do Rio, com 11.470 pacientes infectados e registro de 795 mortes.

Tudo o que sabemos sobre:

CearácoronavírusCamilo Santanalockdown