Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Defesa de Lula pede que TRF-4 tire anulação de sentença da pauta

Cassia Miranda

A defesa do ex-presidente Lula entrou com um recurso, nesta quinta-feira, 24, no TRF-4 pedindo que o julgamento sobre a anulação ou não da sentença no caso do sítio de Atibaia seja retirada de pauta do tribunal da próxima quarta-feira, 30.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso em Curitiba

Luiz Inácio Lula da Silva. Foto: Sergio Castro/Estadão

Os quatro advogados que assinam o pedido consideram que o desembargador João Pedro Gebran Neto, relator da Operação Lava Jato no Tribunal, “quebra a estrutura lógica recursal” ao pautar a análise de “apenas um dos capítulos do recurso (…) que trata da nulidade do processo a partir do indeferimento da ordem sucessiva para a apresentação de alegações finais (…) a despeito de haver outros capítulos do mesmo recurso que impugnam a nulidade do processo em maior extensão”.

Ontem, o MPF fez o pedido de anulação ao TRF-4. Na sequência, Gebran rapidamente colocou a questão na pauta da próxima semana. Cristiano Zanin Martins, advogado de Lula, classificou a manobra como “clara a tentativa da Lava Jato de mais uma vez manipular a verdade nos processos envolvendo o ex-presidente”.

O desembargador federal João Pedro Gebran Neto, relator da Operação Lava Jato no Tribunal, marcou para a próxima quarta-feira, 30, a análise da questão de se o processo deverá ou não voltar para a primeira instância para correção da ordem de apresentação de alegações finais.