Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Delcídio: inocência de Lula é mentira reiterada

Vera Magalhães

Delator do esquema de conluio entre o PT, partidos aliados, empreiteiras e estatais para desviar recursos públicos depois de ter sido preso na Lava Jato, o ex-senador e ex-líder do PT Delcídio Amaral (MS) diz que a operação não foi comandada por deuses ou heróis, lamenta que tenha “sufocado economicamente” as empresas, mas refuta a tentativa de seu antigo partido de vender uma narrativa segundo a qual Lula é inocente.

“Ele montou esse discurso. É a história do Goebbels na Alemanha nazista, de contar uma mentira várias vezes e ela acabar virando verdade”, disse, em entrevista à Folha publicada neste domingo.

Ele pretende recorrer das condenações para ser liberado a voltar à política e disputar as eleições municipais do ano que vem. Ainda em relação ao PT, diz que  é um “equívoco ter um partido onde um personagem é maior que a instituição”. “Se o PT não misturasse personagem e instituição, já teria superado essa crise. Com a influência do ex-presidente, o PT ficou aprisionado com o Lula durante todo esse tempo lá na Polícia Federal em Curitiba.”