Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Deltan: ‘Lava Jato vive momento mais difícil’

Vera Magalhães

O coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol, afirmou nesta segunda-feira que a operação vive seu momento mais difícil desde que foi instituída, em 2014. Em entrevista à Jovem Pan, ele listou a decisão do STF na semana passada considerando nulas sentenças em que os delatados não puderam se manifestar depois dos delatores, a recém-aprovada Lei de Abuso de Autoridade, a decisão do STF sustando investigações a partir de relatórios do Coaf e da Receita e outros projetos que correm no Congresso como fatores que colocam a Lava Jato em xeque.

Deltan Dallagnol, advogado e procurador do Ministério Público Federal

Deltan Dallagnol, advogado e procurador do Ministério Público Federal. Foto: Ascom/MPPR

Segundo ele, o fato de que parlamentares só terão de prestar contas aos eleitores daqui a três anos leva a que se sintam à vontade para aprovar medidas que dificultam o combate à corrupção. Entre as medidas que ainda podem ser votadas e seriam prejudiciais à Lava Jato, ele listou a que proíbe delação de réus presos, a que impede a Receita de comunicar indícios de fraudes ao Ministério Público e a ampliação do foro privilegiado.