Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Deltan diz que operação contra Serra mostra que Lava Jato é ‘case consagrado’

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O procurador da República Deltan Dallagnol, coordenador da Lava Jato em Curitiba, usou a operação desta terça-feira, 21, que atingiu o senador José Serra (PSDB-SP) para defender a força-tarefa e criticar a Procuradoria-Geral da República (PGR).

Deltan Dallagnol, advogado e procurador do Ministério Público Federal

Deltan Dallagnol, advogado e procurador do Ministério Público Federal. Foto: Ascom/MPPR

Desde o mês passado, a PGR e a Lava Jato estão em crise. O conflito, que foi deflagrado após uma visita da subprocuradora Lindôra Araújo à Lava Jato do Paraná, pode pôr em cheque o futuro do grupo. Em agosto, Augusto Aras decidirá se prorroga ou se deixa que a Lava Jato do Paraná seja desfeita.

Pelo Twitter, Deltan afirmou que a nova operação envolvendo Serra deflagrada hoje, assim como a denúncia contra o empresário Paulo Skaf, que originou as investigações contra o senador tucano, “é fruto do sucesso do modelo de força-tarefa, implantado agora também na atuação eleitoral do Ministério Público de SP”.

Na sequência, o procurador disse ainda que “o modelo de força-tarefa é um case consagrado de sucesso no trabalho contra a corrupção e outros crimes. As críticas da PGR ao modelo são equivocadas”, escreveu.

 

Tudo o que sabemos sobre:

Deltan DallagnolLava JatoPGRJosé Serra