Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Deltan sobre decisão de Fux: ‘Não há como concordar’

Marcelo de Moraes

Coordenador da Força Tarefa da Lava Jato, Deltan Dallagnol usou suas redes sociais para discordar da decisão tomada pelo ministro Luiz Fux, que determinou a suspensão das investigações do Ministério Público do Rio sobre as movimentações financeiras atípicas de Fabrício Queiroz. O pedido foi feito pela defesa do senador eleito Flávio Bolsonaro, de quem Queiroz foi assessor.

“Com todo o respeito ao ministro Fux, não há como concordar com a decisão, que contraria o precedente do próprio STF. Tratando-se de fato prévio ao mandato, não há foro privilegiado perante o STF. É de se esperar que o ministro Marco Aurélio reverta a liminar”, escreveu.