Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

DEM decide expulsar Sara Winter

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Nesta terça-feira, 2, a cúpula nacional do DEM decidiu expulsar a ativista bolsonarista Sara Winter. A legenda argumenta que o cancelamento de filiação partidária se dá pelo “descumprimento dos deveres éticos previstos estatutariamente”.

A ativista bolsonarista Sara Winter. Foto: Reprodução/ Instagram

Nos últimos dias, Sara esteve à frente de manifestações contra o Supremo Tribunal Federal (STF). Na semana passada, ela foi alvo da operação da Polícia Federal (PF) no âmbito do inquérito que apura fake news e ameaças contra membros da Corte e seus familiares. Ela lidera o grupo “300 pelo Brasil“, que desde abril está acampado na Esplanada dos Ministérios e vem promovendo atos pró-governo e contra os demais Poderes.

Nas últimas eleições, Sara concorreu pelo DEM à Câmara dos Deputados e obteve mais de 17 mil votos. “É importante ressaltar que o Democratas repudia, de forma veemente, quaisquer atos de violência ou atentatórios ao Estado de Direito, ao Regime Democrático e às instituições brasileira”, diz a nota de expulsão.

Ontem, Sara  disse ter sido intimada pela Polícia Federal a prestar depoimento na quarta-feira sobre a ameaça que fez de “infernizar” a vida do ministro do STF Alexandre de Moraes. Ela avisou que não comparecerá.

A nota de expulsão é assinada pelo presidente do DEM, ACM Neto. Foto: Reprodução

 

Tudo o que sabemos sobre:

DEMexpulsãoSara Winter