Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

DEM e MDB deixam bloco do Centrão

Gustavo Zucchi

Exclusivo para assinantes

Duas das principais bancadas da Câmara dos Deputados estão deixando oficialmente o “blocão” capitaneado por Arthur Lira (PP-AL). Informalmente, as duas siglas já estavam afastadas, ao não participar do acordo com o governo, mas acabavam dependentes do bloco em votações.

Deputado Arthur Lira (AL), líder do PP na Câmara dos Deputados

Deputado Arthur Lira (AL), líder do PP na Câmara dos Deputados Foto: Câmara dos Deputados

O bloco tinha 221 deputados de partidos como Progressistas, PL, PSD, MDB, DEM, Solidariedade, PTB, PROS e Avante. Ele foi formado em 2019, para a formação da Comissão Mista de Orçamento, como mostra o Estadão. A agora desfeita aliança permitiu o grupo ter 18 assentos na comissão que determinou os rumos da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e da Lei Orçamentária Anual (LOA).

Segundo o líder do DEM, na Câmara, Efraim Filho (PB), a votação do Fundeb foi simbólica para a necessidade de um “divórcio”. Na ocasião, para defender os interesses do governo, Lira protocolou em nome do bloco um requerimento de retirada de pauta. Fora do grupo, as duas siglas terão mais liberdade nos posicionamentos formais na Câmara.

Tudo o que sabemos sobre:

centrãoDEMMDBcâmara