Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Demarcação no Mato Grosso é suspensa

Equipe BR Político

O juiz federal Leão Aparecido Alves, do TRF-1, suspendeu a homologação da terra indígena Baía do Guató, em Mato Grosso, de 20 mil hectares onde vivem os índios guatós, conhecidos como “índios pantaneiros”, informa André Borges, do Estadão. Trata-se da única terra indígena que o presidente Michel Temer aprovou desde que assumiu o governo.

O magistrado acatou justificativas dos produtores Ilmar Nascimento Galvão, Jorge Octávio Lavocat Galvão e Matheus Barra de Souza, do escritório Ilmar Galvão, em Brasília, que alega ter o direito legítimo sobre a terra. Alves se baseou na aplicação do controverso “marco temporal”, que só reconhece o direito indígena de terras onde as comunidades tradicionais estavam presentes no ano de 1988.