Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Demissão de Mandetta é repercutida pela imprensa internacional

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Alguns dos jornais de maior visibilidade no mundo, como os americanos New York Times e Washington Post, o periódico inglês The Guardian e o espanhol El País, noticiaram a demissão de Luiz Henrique Mandetta do Ministério da Saúde pouco depois do anúncio no fim da tarde desta quinta-feira, 16. 

Notícia da demissão de Mandetta no jornal inglês The Guardian

Notícia da demissão de Mandetta no jornal inglês The Guardian Foto: Reprodução/The Guardian

“O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, demitiu seu ministro da Saúde nesta quinta, após uma série de divergências sobre os esforços para conter o novo coronavírus, removendo o homem popular na linha de frente de seu governo em resposta à pandemia, apenas algumas semanas antes do momento em que especialistas esperam que ocorra o pico do vírus no país sul-americano”, escreveu o NYT. 

Assim como no jornal americano, o inglês Guardian se referiu a Mandetta como uma ministro “popular”, já no título da notícia, que ficou em destaque na sua edição internacional. O Washington Post também deu destaque à notícia em sua página poucos dias depois de ter publicado um editorial em que classificava Bolsonaro como o “pior líder” no enfrentamento à pandemia no mundo. No El País, entre as manchetes da página inicial, está a notícia, intitulada “Bolsonaro destitui o ministro da Saúde em plena crise do coronavírus”.