Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Demissão no IBGE ‘não tem relação’ com censo

Equipe BR Político

A presidente do IBGE, Susana Cordeiro Guerra, afirmou que a demissão do diretor de Pesquisas, Cláudio Crespo, não teve relação com as mudanças e cortes orçamentários previstos para o próximo censo. Em entrevista ao Globo, Guerra afirma que já conversava há dois meses com o sucessor de Crespo, Eduardo Rios-Neto. “São conversas antigas. A decisão de formar a equipe é algo que vai além de questões censitárias. Vai de uma visão de longo prazo para o IBGE, que inclui o projeto do censo demográfico a curto prazo e planos futuros”, afirmou. O diretor foi exonerado na segunda-feira, 6, e, segundo o colunista Bernardo Mello Franco, era contrário ao corte imposto ao censo 2020.

Guerra também disse que o corte orçamentário no IBGE será significativo, porém, que não chegará aos 87% como especulava-se. Segundo a presidente, há intenção de reduzir a amostra e o tamanho dos questionários do censo. O corte orçamentário, diz, não sairá inteiramente da verba prevista para o questionário. “Estamos cortando em vários aspectos operacionais, incluindo compra de equipamento, tempo de treinamento, número de recenseadores, remuneração, entre outros”, afirma. Guerra também pontuou que o novo questionário será divulgado nas próximas semanas, assim como a “estratégia de pesquisa para os ajustes”.

Tudo o que sabemos sobre:

IBGEcenso 2020Cortes no orçamento