Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Deputada do PSL afirma que disse ‘não a um projeto familiar de poder’

Marcelo de Moraes

Exclusivo para assinantes

Presidente do PSL na Bahia, a deputada federal Professora Dayane Pimentel usou hoje suas redes sociais para mostrar seu desapontamento com o que se tornou o projeto político do presidente Jair Bolsonaro. A deputada, que rompeu com a ala bolsonarista quando o grupo entrou em choque com o presidente do PSL, Luciano Bivar, disse não concordar com a criação de um “projeto familiar de poder”. E lembrou que se recusou a assinar a lista de apoio para que o deputado federal Eduardo Bolsonaro virasse líder da bancada, durante a brigalhada interna do PSL.

A deputada Dayane Pimentel

A deputada Dayane Pimentel Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados

“Quando Bolsonaro quis que eu assinasse a lista do filho dele e eu me recusei… eu já sabia o que eu estava fazendo: o correto. Sim a um projeto de direita no País. Não a um projeto familiar de poder. Aos que me criticam, minha ficha continua limpa, igualmente minha consciência”, escreveu a deputada.