Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Deputado ‘Mamãe Falei’ chama servidores de ‘vagabundos’ e Alesp vira ringue

Equipe BR Político

Depois de chamar servidores públicos de “vagabundos” reiteradas vezes, o deputado Arthur do Val (sem partido), conhecido como “Mamãe Falei”, a Assembleia Legislativa de São Paulo virou um ringue durante a sessão de quarta-feira, 4, quando a Casa debatia a reforma da Previdência dos servidores estaduais. O presidente da Alesp, Cauê Macris (PSDB), chegou a interromper a fala de Arthur diversas vezes e pedir para que ele parasse de usar palavras de baixo calão.

As provocações aos sindicalistas foram feitas enquanto “Mamãe Falei” discursava na tribuna. “Levanta a mão quem é machão. Levanta a mão do líder sindical aí. Quem é líder sindical aí? Levanta a mão. Tá com medo? Quero ver me encarar, ô líder sindical. Eu quero pegar você. Eu quero pegar você, que toma o dinheiro dos trabalhadores. Bando de vagabundo”, discursou o deputado.

Em seguida, o plenário foi invadido por um grupo de parlamentares e apoiadores, com o deputado Teonílio Barba (PT) à frente. Os dois chegaram a erguer os punhos, indicando que trocariam socos. Barba foi puxado pelo paletó e afastado da tribuna, enquanto a cena se transformou em uma confusão generalizada. Após o empurra-empurra, a sessão foi encerrada.