Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Deputado reclama que Vélez não o recebe

Marcelo de Moraes

Os parlamentares não escondem mais sua insatisfação com o tratamento recebido por algumas autoridades do governo federal. Além das queixas contra o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, e contra o Secretário de Assuntos Fundiários, Nabhan Garcia, tem deputado reclamando por ser ignorado pelo ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodrigues. O deputado Júlio César Ribeiro (PRB-DF) foi ao plenário da Câmara, ontem, para se queixar por não ter sido atendido quando queria pedir ajuda para o Distrito Federal, onde estão faltando 15 mil livros nas escolas. Ribeiro disse que esse tipo de tratamento poderia complicar a aprovação da reforma da Previdência.

“Quero dizer da minha tristeza e da minha revolta em relação ao ministro da Educação, Ricardo Vélez. Estou desde o dia 15 de janeiro — e aí quero fazer um apelo ao líder do governo, deputado Major Vitor Hugo, para que possa ver essa situação — tentando marcar uma audiência com o ministro, e não consigo”, reclamou. “Quero alertar o problema que teríamos aqui, em Brasília, com a falta de livros nas escolas, mas até agora Sua Excelência não me atendeu e não tem uma data programada para tal. Hoje, em Brasília, estão faltando 15 mil livros nas escolas. Isso é um absurdo! O nosso presidente quer que votemos a reforma da Previdência, mas o seu ministro nem atende a uma reivindicação. Quero ver ele conseguir aprovar a reforma sem atender esta Casa”, disse Ribeiro em seu pronunciamento. /Marcelo de Moraes