Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Deputados rejeitam postura de Eduardo ante a China

Gustavo Zucchi

Exclusivo para assinantes

Pares de Eduardo Bolsonaro na Câmara dos Deputados estão rejeitando a postura do filho do presidente ante a China. Nas redes sociais, mesmo apoiadores de seu pai admitem que a disseminação de mensagens sobre a culpa dos chineses na disseminação do coronavírus foi errada. “Eduardo errou sim, mas o tom do chinês também é errado”, disse o deputado Paulo Eduardo Martins (PSC-PR), um dos parlamentares que apoiam o governo.

Já o deputado Marcelo Ramos (PL-AM), atual presidente da comissão especial da PEC da segunda instância, foi mais enfático. “Ele não fala pelo Brasil. Reconhecemos a China como nosso principal parceiro comercial e valorizamos os laços de respeito e colaboração mútua que ligam nossos povos”, escreveu. Após as postagens de Eduardo, o embaixador e a embaixada chinesa se manifestaram oficialmente, exigindo desculpas do filho do presidente.