Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Desmatamento na Amazônia aumentou 183% em dezembro

Equipe BR Político

O desmatamento na Amazônia cresceu 183% em dezembro, em comparação ao mesmo mês de 2018, segundo dados do do Deter (Sistema de Detecção de Desmatamento em Tempo Real), do Inpe. Desde maio de 2019, os aumentos têm sido acentuados, com exceção de outubro. Os maiores aumentos foram registrados em julho e agosto, quando o desmatamento cresceu 278% e 222% respectivamente.

Durante o anúncio, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, afirmou que o crescimento é em decorrência da “economia ilegal” na região. Na semana passada, o ministro havia afirmado que criaria uma secretaria da Amazônia para aumentar a presença do ministério na região, mas não deu detalhes.

No ano, a área com alertas de desmatamento na Amazônia Legal aumentou 85,3% em comparação com 2018, de acordo também com os dados do órgão. Os números são divulgados publicamente pela plataforma Terra Brasilis, do Inpe. 

Os dados divulgados pelo Deter analisam as tendências de desmate e costumam subestimar os dados anuais consolidados de desmatamento (Prodes). Em novembro, os dados do desmatamento consolidados entre agosto de 2018 e julho de 2019 mostraram um crescimento de 29,5%, o maior porcentual em 20 anos.