Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Destaques do dia: O imortal auxílio-moradia

Equipe BR Político

Certas coisas parecem que nunca morrem. O zumbi da vez no Brasil é o infame auxílio-moradia para juízes. O CNJ apresentou uma proposta de regulamentação do benefício. Ou seja, agora magistrados poderão não apenas contar com o reajuste nos salários, como também terão direito, em algumas situações, a receber pagamento para alugar um imóvel. Se a prática pode ser criticada, um ex-membro do Judiciário adota uma postura mais saudável diante da sociedade. O ex-juiz Sergio Moro, ao contrário de alguns colegas seus de esplanada, criou um contato direto com a imprensa, onde explica suas medidas e decisões sem piti. Nessa, anunciou mais um membro de sua equipe: a subprocuradora geral da Republica Maria Hilda Marsiaj foi convidada para comandar a Secretaria Nacional de Justiça.

Enquanto os juízes aumentam seus ganhos, ministro Alexandre de Moraes criticou a forma como os partidos recebem recursos públicos. Em especial do PSL, que por ter tido um grande número de votos, vai receber R$ 100 milhões mesmo sem ter a maior bancada.

Já Bolsonaro comprou confusão com dois “adversários” nesta segunda-feira. O primeiro é internacional. O Itamaraty disse que “desconvidou” os representantes de Cuba e Venezuela para a posse do presidente eleito. Ouviu de Maduro que o venezuelano nunca cogitou prestigiar Bolsonaro. O segundo é divino. A primeira-dama, Michelle, que é evangélica, pediu para retirar do Alvorada as imagens sacras.

Quer saber mais? Receber as principais notícias do BR18 no seu e-mail? É só se cadastrar na nossa newsletter, na caixa que fica na coluna da direita aqui do site.

Você vai receber um e-mail por dia com os assuntos mais importantes sobre a política nacional.

Tudo o que sabemos sobre:

Newsletter