Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

‘Devo, não nego, pago quando puder’

Equipe BR Político

13 dos 35 partidos políticos que irão participar desta eleição têm outra preocupação além dos custos para a campanha neste ano. Eles ainda devem R$ 32 milhões referentes à dívidas do pleito passado. Os dados, obtidos pelo Estadão nas prestações de contas dos partidos ao TSE em 2017, mostram que o líder no ranking dos endividados é o PT, com com um rombo de cerca de R$ 25 milhões.  Ou seja, 78% do valor total da dívida.

Na sequência estão Avante (R$ 3,4 milhões), o MDB (R$ 1,1 milhão), o PSDB (R$ 848 mil) e o PCdoB (R$ 712 mil). Os partidos têm até a eleição seguinte (quatro anos) para quitar os débitos.

Tudo o que sabemos sobre:

eleiçãoPT