por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Devolve, PPS

Alexandra Martins

Preocupado em mudar de nome, o PPS terá de devolver R$ 707 mil ao erário após o TSE desaprovar prestação de contas do partido relativas a 2012.

A legenda teve também duas cotas do Fundo Partidário bloqueadas pelo tribunal por dois meses. “O TSE também detectou que o PPS não comprovou, nas contas de 2012, a destinação mínima de 5% dos recursos do Fundo Partidário em programas de promoção da participação feminina na política”, diz a corte.

Tudo o que sabemos sobre:

PPS