por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Dinheiro ralo abaixo

Equipe BR Político

Para tentar se livrar de cerca de R$ 3 mil no momento em que a PF bateu à porta de sua casa, o advogado e ex-diretor vice-presidente da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) Mateus de Moura Lima jogou o dinheiro na privada. Ele foi preso pela Operação Capitu, que investiga suposto esquema de corrupção no Ministério da Agricultura durante o governo de Dilma Rousseff. A foto do dinheiro no vaso sanitário foi divulgada pela PF.

Foto: PF

 

Notícias relacionadas

Tudo o que sabemos sobre:

operação Capitu