Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Dino condena ‘guerra das vacinas’ de Bolsonaro contra Doria

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), condenou nesta tarde de segunda, 19, a politização do uso da vacina contra o novo coronavírus entre o presidente Jair Bolsonaro e o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), hoje desafetos políticos, mas outrora aliados.

“Não é hora de promover uma guerra das vacinas contra o coronavírus”, escreveu Dino no Twitter. O maranhense cita a desavença entre ambos e acrescenta que “em primeiro lugar deve estar a saúde da população”.

Nos últimos dias, Bolsonaro e Doria expuseram discordâncias sobre a obrigatoriedade da vacinação, com o presidente de um lado dizendo que não vai obrigar ninguém a se vacinar e o governador de outro afirmando que em São Paulo a imunização será obrigatória. Hoje, o presidente ironizou o tucano ao chamá-lo de “médico do Brasil”.