Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Dino devolve ao presidente: ‘Lance um bolsonarista assumido em 2022’

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), respondeu à provocação do presidente Jair Bolsonaro, que nesta terça, 27, pediu “pelo amor de Deus” que o chefe do Executivo estadual fosse “tirado de lá”.

“Se Bolsonaro quer me tirar do governo do Maranhão, um bom caminho é lançar um bolsonarista assumido na eleição de 2022”, escreveu Dino no Twitter, acrescentando que “em 2018, não chegaram a 10% no Maranhão”. Naquele ano, a candidata Maura Jorge (PSL) ao governo estadual obteve 7,87% dos votos (247.995).

O governador do Maranhão, Flávio Dino

O governador do Maranhão, Flávio Dino Foto: Gilson Teixeira/Divulgação

Nesta terça, Bolsonaro apelou para o “inimigo comum” do comunismo para justificar seu desespero. “Tem que tirar o PCdoB de lá, cara, pelo amor de Deus. Só aqui no Brasil mesmo, comunista falando que é democrático. Eu estou fazendo pesquisa aqui”, disse a sua claque. O governador é um dos possíveis concorrentes à próxima eleição presidencial no campo progressista. 

Tudo o que sabemos sobre:

Flávio DinoJair BolsonaroMaranhãoPCdoB