Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Dino propõe Lula e Huck juntos em 2022

Alexandra Martins

O governador Flávio Dino (PCdoB-MA) defendeu a possibilidade de o ex-presidente Lula e o apresentador Luciano Huck estarem do mesmo lado nas eleições presidenciais de 2022, em entrevista à BBC Brasil. “Eu acredito que é possível sim quem sabe, em algum momento, se não em primeiro turno, em segundo turno, juntar todos esses que você mencionou (Lula e Huck), e mais alguns outros. Porque se nós não fazemos frente ampla do nosso lado, o outro lado faz frente ampla e nos derrota de novo”, afirmou o ex-magistrado, que se reuniu recentemente com ambos os eventuais presidenciáveis.

Dino tem sido umas das principais vozes da esquerda em favor de uma aliança de forças progressistas, e também de centro, para disputar a eleição daqui a dois anos e oito meses. Seu próprio nome é incluído em conversas dentro do PT para compor essa força-tarefa.

Na entrevista, o governador minimizou as resistências de Huck contra o PT: “As pessoas mudam”. Já sobre o tratamento generoso que o tema da desigualdade social tem recebido nas manifestações recentes do empresário liberal, Dino vê com bons olhos a tendência, também adotada pelos economistas André Lara Resende, Pérsio Arida e Arminio Fraga. “Eu, como pessoa de esquerda, acho muito positivo que o Luciano Huck esteja dizendo essas coisas, porque eu prefiro que ele, uma pessoa conhecida, influente, esteja dizendo isto, do que apoiando o bolsonarismo. Então, eu prefiro o Luciano Huck e esses todos que eu citei tematizando a desigualdade, por exemplo, do que naturalizando a desigualdade.”

Tudo o que sabemos sobre:

Flávio Dino