Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Dino sobre reforma: ‘Não apoiarei genocídio contra os mais pobres’

Marcelo de Moraes

Para esquentar ainda mais a discussão entre governadores e Congresso sobre a reforma da Previdência, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), usou suas redes sociais para avisar que não assinou nenhuma carta de apoio à inclusão de Estados e municípios na proposta. Na verdade, Dino, que faz oposição ao governo de Jair Bolsonaro, sequer apoia a reforma, nos termos que foi enviada para o Congresso. Ele usa termos duros para se opor ao projeto.

“Não assinei a carta por considerar que o projeto do Governo Federal é injusto e precisa melhorar muito. Só o diálogo ponderado pode resultar em um projeto equilibrado”, disse. E acrescentou: “Não apoiarei genocídio contra os mais pobres e mais necessitados. Nem apoiarei a destruição da Seguridade Social com a tal da capitalização, de interesse dos bancos”, escreveu o governador. /M.M.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

reforma da previdênciaFlávio Dino