Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

DJ Renan da Penha deixa presídio

Equipe BR Político

O DJ Rennan da Penha deixou na manhã deste sábado, 23, o Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, na zona oeste do Rio de Janeiro, informa o Estadão. A soltura do funkeiro foi determinada pela juíza Larissa Maria Nunes Barros Franklin Duarte com base na recente decisão do Supremo Tribunal Federal, que derrubou a possibilidade de prisão em segunda instância e no habeas corpus concedido ao cantor pelo ministro Rogério Schietti Cruz, do STJ, na manhã desta quinta, 21.

Idealizador do Baile da Gaiola, Rennan da Penha estava preso desde março, após o Tribunal de Justiça do Rio condená-lo a seis anos e oito meses de prisão em regime fechado por associação com tráfico de drogas. Em primeira instância o cantor havia sido inocentado por falta de provas. O desembargador Antônio Carlos Nascimento Amado afirmou que Rennan atuaria como “olheiro” de traficantes e produzia canções “enaltecendo o tráfico de drogas”.

A decisão se baseou em depoimento de uma testemunha e troca de mensagens sobre a “existência de bailes funk na comunidade com venda de entorpecente”, apontando para os shows promovidos por Rennan nas favelas cariocas. A defesa alegou, porém, que as mensagens trocadas entre moradores sobre policiais são comuns e servem de intuito de proteção contra tiroteios e danos durante operações policiais. Os advogados também rebateram a tese de que as músicas de Rennan “enalteciam” o crime, afirmando que elas, na verdade, destacam a realidade das comunidades.

Tudo o que sabemos sobre:

Rennan da Penha