Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Dnocs terá seu terceiro presidente no governo Bolsonaro

Marcelo de Moraes

Exclusivo para assinantes

Em menos de um ano e meio do governo Bolsonaro, o Dnocs já terá seu terceiro presidente. Todos, claro, devidamente apadrinhados politicamente. Fernando Leão assume agora por indicação do PP, dando início oficial ao toma lá, dá cá entre governo e Centrão. Mas, antes disso, já era agitada a dança das cadeiras na instituição, sempre cobiçadíssima pelos parlamentares.

O presidente Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro Foto: Gabriela Biló/Estadão

Leão vai substituir o cearense Rosilônio Magalhães, que era uma indicação feita pelo deputado Genecias Noronha (Solidariedade-CE). Rosilônio tinha assumido o posto no ano passado, ocupando a vaga deixada por Ângelo Guerra.

Não se perca com tantas entradas e saídas. Guerra tinha sido indicado para o Dnocs ainda no governo Temer, mas foi preservado no cargo por Bolsonaro porque tinha o apoio do deputado Heitor Freire (PSL-CE). Quando este se alinhou à ala do presidente do PSL, Luciano Bivar, contra os bolsonaristas, perdeu espaço no governo. E Guerra acabou saindo do Dnocs para dar lugar a Rosilônio.

Tudo o que sabemos sobre:

DnocscentrãoJair Bolsonaro