Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Do Marcelo: Anúncio de vacinação em janeiro vira trunfo político para Doria

Marcelo de Moraes

O governo federal acusou o golpe em relação ao anúncio do plano estadual de vacinação contra o coronavírus feito pelo governador de São Paulo, João Doria. Visto como um dos adversários em potencial de Jair Bolsonaro na disputa pela reeleição, Doria anunciou até a data para o início da vacinação (25 de janeiro), estipulou que será gratuita e que não a negará para os habitantes de outros Estados.

Mais preocupado em tentar capitalizar os possíveis ganhos políticos com a impossibilidade de reeleição para os presidentes da Câmara e do Senado, o governo custou a perceber o impacto positivo que o anúncio de Doria poderia ter. Depois de toda a repercussão, Bolsonaro decidiu postar nas redes sociais uma promessa sobre a vacina do seu governo.

“Em havendo certificação da Anvisa (orientações científicas e preceitos legais), o governo ofertará a vacina a todos, gratuita e não obrigatória. Segundo o Ministério da Economia, não faltarão recursos para que todos sejam atendidos”, escreveu nas suas redes sociais.

A avaliação de aliados do presidente é que Doria tem sabido capitalizar bem a produção da vacina. E tenta ampliar sua dimensão nacional ao sinalizar com oferta de vacinas para outros Estados. Enquanto isso, Bolsonaro participava de um evento que exibia as roupas usadas por ele e pela primeira-dama Michelle Bolsonaro no dia da posse.

João Doria no anúncio da data para vacina em São Paulo. Foto: Governo de SP

 

Tudo o que sabemos sobre:

Do Marcelo