Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Do Marcelo: Ao se afastar, senador tenta esfriar escândalo e salvar mandato

Marcelo de Moraes

O pedido de licença de 121 dias feito hoje pelo senador Chico Rodrigues (DEM-RR)  é  um movimento para tentar que seu caso desapareça dos holofotes da opinião pública. Talvez sendo até trocado por algum outro escândalo mais recente. O prazo é superior aos 90 dias que tinham sido estipulados pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso, cuja decisão criou um desconforto entre Legislativo e Judiciário por causa da suposta interferência indevida de um Poder em prerrogativa do outro.

O senador Chico Rodrigues

O senador Chico Rodrigues Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

Assim, desaparecendo das vistas públicas por quatro meses e retirando o motivo de choque entre Supremo e Congresso, o senador torce para que o tempo esfrie o escândalo provocado pela descoberta da Polícia Federal de uma dinheirama escondida nas suas cuecas. E, assim, pode tentar preservar seu mandato, confiando no tradicional espírito de corpo dos parlamentares.