Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Do Marcelo: Avaliação do governo piorou em todas as regiões

Marcelo de Moraes

O cruzamento de dados da pesquisa CNT/MDA mostra que a queda na avaliação do governo aconteceu em todas as regiões do País. Comparando com o resultado do levantamento anterior, feito no fim de fevereiro, é possível ver que o tombo na avaliação do governo de Jair Bolsonaro foi significativo em todas as regiões, embora tenha sido maior no Nordeste. Além de ser administrada, na sua maioria, por políticos de oposição, a região acabou ficando no centro de uma polêmica provocada pelo presidente, que teria usado pejorativamente a expressão “paraíbas” para se referir aos governadores do Maranhão e da Paraíba.

No Nordeste, a soma da avaliação ruim e péssima era de 18,3% em fevereiro. Agora, saltou para impressionantes 52,4%. No Sudeste, era 18,3% também no início do ano, aumentando para 34,8% nessa pesquisa. No Sul, ruim e péssimo eram 21,9% e agora foram para 38,3%. Para fins da pesquisa, a CNT e a MDA agrupam Centro-Oeste e Norte. Mas o crescimento dos dados negativos também ocorre, indo de 19,2% para 31%. Apesar disso, existe ainda um grupo bastante considerável que segue avaliando positivamente o governo. Houve queda clara, mas os patamares ainda são bons. No Sudeste, foi de 39,2% para 32,5%. No Sul, desceu de 42,2% para 30,9%. No Centro-Oeste/Norte, oscilou de 40,3% para 38,3%. E no Nordeste baixou bastante, saindo de 35,7% para apenas 19,1%.

Assine o BR Político para ter acesso a produtos e informações exclusivos. Clique neste link para se tornar um assinante.

Tudo o que sabemos sobre:

CNT/MDADo Marcelo