Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Do Marcelo: Bolsonaro elogia Maia e Davi, mas vai conter suas redes?

Marcelo de Moraes

Jair Bolsonaro fez hoje cedo um gesto político – e público – favorável aos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Davi Alcolumbre. O movimento do presidente é importante porque serve para reconhecer a capacidade que os dois principais líderes do Congresso têm e terão de aprovar os projetos de interesse do seu governo. O problema é que o mesmo não tem acontecido da parte de seus apoiadores nas redes sociais.

Se a reforma da Previdência for aprovada, como tudo indica que acontecerá, isso se deve muito mais à capacidade de articulação do Congresso do que à influência do Planalto. Como o próprio presidente da Câmara já afirmou, o governo “muitas vezes atrapalhou”. E a grande queixa de Maia, Davi e de boa parte dos líderes partidários é que, apesar de apoiarem as propostas centrais do governo, acabam sendo alvo da artilharia pesada das redes bolsonaristas, onde são chamados de chantagistas e corruptos, por exemplo. É óbvio que esse tipo de ação provoca o pior estrago que existe para um político: o desgaste de sua imagem. E, claro, coloca em risco sua sobrevivência. Por isso, o elogio público de hoje de Bolsonaro ao trabalho dos presidentes das duas Casas foi bem visto pelos parlamentares. Mas eles desejam que isso venha acompanhado por um reconhecimento semelhante feito pela sua rede de apoio. Ou, pelo menos, de um cessar fogo. /Marcelo de Moraes