por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Do Marcelo: Bolsonaro monta equipe econômica sólida

Marcelo de Moraes

A pouco mais de um mês de sua posse, Jair Bolsonaro conseguiu estabelecer um importante ponto de largada para seu governo: montou uma sólida equipe econômica, reduzindo desconfianças internas e externas sobre o que seu mandato presidencial poderá representar. A entrada de Roberto Castello Branco na Petrobras, confirmada hoje, consolida essa posição.

Agora, o presidente eleito não depende mais apenas do “Posto Ipiranga” Paulo Guedes para transmitir credibilidade à frente do futuro Ministério da Economia. No BNDES, terá o polivalente Joaquim Levy, que já comandou a Fazenda. No Banco Central, Roberto Campos Neto é um nome respeitado pelo mercado. Mansueto Almeida, outra unanimidade entre os especialistas, seguirá na estratégica Secretaria do Tesouro. Ivan Monteiro, que presidia a Petrobras, poderá ser deslocado para o Banco do Brasil. Não custa lembrar que Bolsonaro ainda contará com um ministro da Justiça do tamanho de Sérgio Moro, abrindo perspectivas promissoras para o início do seu governo. /Marcelo de Moraes

Tudo o que sabemos sobre:

Do MarceloPetrobrasRoberto Castello Branco