Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Do Marcelo: Crise ambiental pode fortalecer Marina

Marcelo de Moraes

Depois do fraco desempenho na eleição passada, quando conseguiu apenas 1% dos votos válidos, Marina Silva (Rede) parecia ter reduzido significativamente suas chances de voltar a ser competitiva numa disputa nacional. A crise ambiental, no entanto, traz de volta ao centro das discussões justamente o principal tema em torno do qual a ex-ministra do Meio Ambiente montou sua trajetória política. E pode abrir caminho para o seu fortalecimento.

Criticada por supostamente desaparecer logo depois das disputas políticas, Marina tem verbalizado críticas muito pesadas ao governo federal desde o início da crise ambiental. É cedo para saber se os desdobramentos dessa discussão vão resultar em capital eleitoral para a ex-ministra, mas é, sem dúvida, uma chance para se reposicionar. Marina disputou três corridas ao Planalto e obteve resultados expressivos nas duas primeiras. Em 2010, teve 19,6 milhões de votos. Em 2014, foram 22 milhões. No ano passado, veio o desastre, com uma campanha que não decolou e lhe garantiu apenas 1 milhão de votos. O resultado foi tão ruim, que Marina teve, por exemplo 300 mil votos a menos do que o Cabo Daciolo. Agora, com a discussão ambiental sendo priorizada, Marina pode tentar recuperar protagonismo.

Tudo o que sabemos sobre:

Do MarceloMarina Silva